JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

De Jardim Colonial a Monumento Nacional – um espaço contado em vários tempos e uma visita a não perder

Situado na zona monumental de Belém, o Jardim Botânico Tropical ocupa uma área de 7 ha, integrando um Parque Botânico aberto ao público com 5 ha.

 

JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

Foi criado em 1906 por ordem do rei D. Carlos, no contexto de organização dos serviços agrícolas coloniais e do Ensino Agronómico Colonial, no Instituto de Agronomia e de Veterinária, tendo-se denominado, então, Jardim Colonial. Assim teve, desde a sua génese, uma forte vocação didática, chegando mesmo a ser considerado “base indispensável ao ensino”.

Ao longo do tempo, o Jardim que reúne um conjunto de cerca de 600 espécies originárias de vários continentes, teve várias designações e foi gerido por várias entidades, estando atualmente integrado na Universidade de Lisboa. O seu objetivo, esse, foi sempre o mesmo: “desenvolver e assegurar a manutenção de coleções de plantas vivas das zonas tropicais e subtropicais ao ar livre ou em ambiente confinado, com classificação e catalogação atualizadas, que constituem material de estudo e ensino”.

JARDIM BOTÂNICO TROPICAL JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

Enquadrado num espaço de quintas e casas de recreio da nobreza portuguesa dos séculos XVI a XVIII, que se podem observar no nosso passeio, o Jardim oferece ainda várias estatuárias em mármore de Carrara de Bernardino Ludovici e Giuseppe Mazzuoli, entre outros artistas desse período. Do período inicial, permanece a Estufa Principal, edificada em ferro em 1914.

A Exposição do Mundo Português de 1940 teve um importante polo no Jardim, a Secção Colonial, dando origem a novas estruturas: o edifício da Casa Colonial (atualmente a Casa da Direção), com painéis de azulejos de temática colonial, o antigo Restaurante Colonial, o Pavilhão das Matérias-Primas e o Arco de Macau. Também os 14 bustos africanos e asiáticos do escultor Manoel de Oliveira, que poderá descobrir a cada passo, e os 2 painéis de madeira em baixo-relevo do escultor Alípio Brandão, exposto no átrio do Palácio da Calheta, cuja temática se centra na agricultura e pesca nas colónias.

Em 2007, juntamente com o Palácio Presidencial e outros espaços da zona de Belém, o Jardim Botânico Tropical foi classificado Monumento Nacional.

JARDIM BOTÂNICO TROPICAL JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

Tendo estado fechado ao público durante um ano, reabriu recentemente, após terminada a primeira fase do seu Programa de Recuperação e Beneficiação, e oferece a quem o visita recantos de incrível beleza, prontos a descobrir a cada instante, árvores com raízes majestosas, lindos pavões que desfrutam calmamente do espaço e, se tivermos sorte, conseguimos observar um ou outro esquilo.

Hoje, foi um passeio sem sair de casa. Da próxima vez, será a sério. Juntos. Porque vamos ficar bem!

Dicas Get Ride:

  • Se fizer a sua visita ao domingo, antes do meio dia, não paga entrada;
  • Não são permitidas bicicletas, skates ou patins;
  • Existe um snack bar no recinto.
  • São permitidos cães-guia.

Horário:

O Jardim encontra-se aberto todos os dias, exceto nos feriados de Natal e 1 de janeiro
Outubro a Março - das 9h00 às 17h00
Abril a Setembro - das 9h00 às 20h00

Website: https://museus.ulisboa.pt/jardim-botanico-tropical
E-mail: geral@museus.ulisboa.pt
Tel: +351 213 921 808

GPS: N 38º41'54.10”, W 9º 12'13.19”

03.04.2020