ALDEIA DA PARADINHA

Destinos

ALDEIA DA PARADINHA

Aqui, respira-se tranquilidade e calmaria desde o primeiro momento. É fácil perceber porque a esta aldeia foi dado o nome de Paradinha.

Localizada na freguesia de Alvarenga, concelho de Arouca, a Aldeia da Paradinha convida-nos a uma viagem por tempos antigos, onde o som do rio Paiva, localizado a 2km, torna-se a orquestra de fundo a este passeio, prestes a começar. Assim que chegamos, uma pequena capela que parece vigiar a aldeia, assume-se como ponto de partida.

ALDEIA DA PARADINHA ALDEIA DA PARADINHA

Entre eiras, adegas, lagares e espigueiros, a Aldeia da Paradinha remete-nos ao quotidiano rural e a tradições agrícolas, outrora bem presentes em todo o nosso território, onde a tranquilidade e calmaria dão as mãos e nos seduzem assim que chegamos. Por caminhos irregulares, desenham-se pequenas casas de xisto e ardósia que se assumem como um dos principiais pontos turísticos desta aldeia.

Apesar de não possuir nenhum habitante permanente, no Verão são vários os turistas que escolhem a Paradinha para se refugiarem numa comunhão singular com a natureza.

ALDEIA DA PARADINHA ALDEIA DA PARADINHA

Com o rio Paiva mesmo ali ao lado, o rio menos poluído de Portugal e um dos menos poluídos da Europa, a praia fluvial aqui localizada é ponto obrigatório. Entre rafting, canyoning ou simplesmente desfrutar do sol e da paisagem, são múltiplas as atividades que esta pequena aldeia oferece.

ALDEIA DA PARADINHA

É no centro da vila que encontramos o Mosteiro de Arouca, onde está localizado o túmulo de D. Mafalda, filha de D. Sancho I, beatificada em 1792. É também aqui que encontramos o Museu de Arte Sacra, onde estão exibidos diversos objetos religiosos que fizeram parte da vida das religiosas que outrora ali habitaram.

Hoje, a Get Ride levou-o até à Paradinha sem sair de casa. Esta é uma aldeia parada no tempo e que lá estará, à espera da nossa visita assim que todos nós ultrapassarmos este período. Convencido? Faça a mala, pois não tardará!

Dicas Get Ride:

  • O miradouro Mira Paiva é paragem obrigatória. Aqui é possível vislumbrar toda a encosta até ao rio Paiva;
  • Meta a mochila às costas, opte por um calçado confortável e aventure-se na “Rota da água e da Pedra”;
  • “Sons da Água” é o concerto que decorre todos os anos, em agosto, onde a música se confunde com o correr do rio;
  • Não deixe de provar os pratos típicos da região. Bifes de Alvarenga, cabrito e vitela arouquesa assada no forno são as nossas sugestões.

Website: http://aroucageopark.pt/pt/explorar/o-que-visitar/aldeias-tradicionais/paradinha/

GPS: 40,935352N , -8,172794W

23.04.2020